segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Enche-nos de Ti

Mais um ano passado e novamente nos juntamos... neste último dia 20 realizou-se a Ceia de Natal conviva, a minha segunda desde que me juntei à família. Foi novamente o reviver experiências, rever caras que já não via a algum tempo, matar saudades. O ano passado fiquei muito surpreso como vivi este momento e este ano passou-se o mesmo. Se houve coisa que já aprendi, foi não esperar nada desta ceia a cada ano, a cada ano sou surpreendido e ela acaba por tomar um rumo que me toca da maneira que não estava a espera... o que até é bom, pois todos os anos me traz algo novo e inesperado. Este ano mais que o anterior até, o que realmente me marcou no dia foi a Eucaristia... foi algo mesmo transcendente, acho que desde logo do início me preguei de tal maneira que cada momento ainda está a fazer das suas na minha cabeça. Houve em especial um momento que me tocou e que cada vez mais espero vivê-lo, viver esse pensamento... durante a acção de graças houve um pequeno momento em que fixei os olhos no ambão onde estava a figura de S. Paulo e dizia "Para mim viver é Cristo" enquanto ouvia o cântico "Jesus, enche-nos de Ti"... e é isto que quero saber preparar este ano, entregar-Lhe as minhas dores e as minhas preocupações, as minhas alegrias e a minha felicidade... quero entregar tudo, tudo o que há em mim para me esvaziar completamente, para que então Ele me encha d'Ele, completamente... que seja Ele a viver em mim!!!

2 comentários:

sandrita disse...

Querido Guilherme:
Foi realmente gracioso, e admiravel o dia que tivemos e a eucaristia de que disposemos, contudo o melhor de tudo é sentir que no sol E'le é a nossa sombra e que no frio E'le é o nosso vento.
Descobro todos os dias um bocadinho em cada acção que faço... Seja numa musica ou numa palavra... ou num pensamento...
Sabes de uma coisa?
Desde SAbado que ando com essa musica na cabeça... hoje acordei com essa musica e fui a canta-la para o banho... e faz cada vez mais sentido que a cante... Porque faz já noite dentro e E'le enche-me D'Ele cada vez mais e mais...
Um beijinho enorme e grande e gordo.

"Guilherme, Guilherme,
és o meu cherne,
nao quero a tua epiderme,
Guilhrme Oh Guilherme."

SD disse...

Volto hoje aqui de novo ao teu blog, e sinto E'le a fazer mais sentido no meu dia.
Obrigada .